Etiquetas

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Duas vitórias para David Cameron

As sondagens dão o Partido Conservador em primeiro lugar e a maioria das pessoas prefere o actual governo à oposição liderada por Ed Miliband. No entanto, o primeiro-ministro teve duas vitórias importantes quando faltam 4 meses para as eleições.
A primeira tem a ver com os debates televisivos. O ruído criado em torno da inclusão de todos os partidos favoreceu o líder dos conservadores que, assim, evita ter que estar sozinho contra Nigel Farage e Ed Miliband, embora o cara a cara com este último seja uma realidade no único confronto. O problema para Cameron tem mais a ver com Farage do que com o líder da oposição, já que todas as semanas tem debates milimétricos com o líder do Partido Trabalhista. A presença dos partidos mais pequenos em dois debates torna a discussão mais partilhada e as críticas voam ou são esquecidas pelos menos esclarecidos. 

A segunda vitória diz respeito à mudança de Amjad Bashir do UKIP para os conservadores. No final de 2014 dois deputados conservadores foram ter com Nigel Farage. Não parece, mas esta deserção afecta a imagem do partido da moda no Reino Unido, bem como o seu líder. Os 18% nas sondagens podem descer nos últimos dias de campanha senão houver uma distinção clara em relação ao programa dos conservadores em matéria de Europa e imigração. Nestes dois temas é o executivo que ganha vantagem. Na opinião pública e nas pesquisas efectuadas. 

A pouco e pouco o actual primeiro-ministro vai ganhando vantagem face às críticas. Neste momento ainda não apresentou o seu maior trunfo que foi a recuperação económica. Será que em Portugal Passos Coelho tem tempo para ganhar a António Costa?

Sem comentários:

Share Button