Etiquetas

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

A morte nunca há-de ser solução...



Por alguma razão a vida é o direito mais fundamental e inalienável.
A morte nunca foi, é ou há-de ser solução (Massacre na sede do semanário "Charlie Hebdo", em Paris)
O ultrapassar as barreiras que limitam a liberdade de expressão e opinião, se caso for, combate-se com os mecanismos judiciais existentes (e até são muitos, em muitos lugares do mundo - infelizmente não em todos). Radicalismos e extremismos, venham de onde vierem, não deverão nunca ser a solução, nem podem ser aceitáveis.
Pela minha condição de defensor da vida, das liberdades, da tolerância nas convicções e opções individuais, da culturalidade, no respeito pelas diferenças (mesmo sendo católico e apesar das inúmeras caricaturas à Igreja)...
SOLIDARIAMENTE (solidarité)

1 comentário:

Ly disse...

um beijo sussurrado

Share Button