Etiquetas

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Perturbação do Inquérito

A cada semana que passa o detido nº44 do Estabelecimento Prisional de Évora dá notícias através dos jornais. Nunca vi um preso que tivesse tamanha oportunidade de liberdade para defender o seu encarceramento. Apesar de José Sócrates ser um caso especial, não se justifica o barulho que tem vindo a fazer desde a sua detenção. 

Em primeiro lugar, Sócrates está a dar razão aos fundamentos que o levaram à prisão preventiva, pelo que, qualquer entrevista ou declaração oferece a possibilidade do juiz manter a actual medida de coacção. Por outro lado, o barulho que o ex-primeiro-ministro está a fazer coloca a defesa e o recurso à vista desarmada. Ou seja, qualquer que sejam os fundamentos do recurso já estão a ter publicidade gratuita. Eu percebo que Sócrates queira dar razão aos que o apelidam de "animal político", mas a sua estratégia só o está a prejudicar. 

Apesar de ter sido um dos primeiros-ministros com mais tempo no cargo, Sócrates nunca teve como qualidade a inteligência política. Ao longo da sua carreira cometeu vários erros e só esses é que interessam ser analisados. O que está em jogo neste momento é a liberdade e a vida do ex-chefe de Governo. Fico perplexo como é que Sócrates não percebo que não ganha nada em fazer barulho através dos jornais. 

Sem comentários:

Share Button