Etiquetas

sábado, 25 de outubro de 2014

Figuras da Semana

As nossas figuras da semana são:


Por Cima 

Durão Barroso - O ex-presidente da Comissão Europeia abandonou o cargo no início desta semana. Ao longo de dez anos o antigo primeiro-ministro exerceu a função com dignidade, prestígio, mas nem sempre defendeu os interesses de Portugal. No entanto, não foi para isso que foi eleito. O problema do cargo que Durão aceitou é o facto da União Europeia não falar a uma só voz, o que confunde o papel dos líderes. Esta situação vai continuar a ser uma realidade nos próximos tempos porque ainda há muita confusão nas estruturas. A questão que se coloca agora é saber o que vai fazer Durão nos próximos tempos. O próprio já negou que não vai concorrer a Belém em 2016, mas é provável que em 2020 apareça para fazer frente a um Presidente socialista que seja eleito nas próximas presidenciais.


No Meio 

Campanha eleitoral brasileira - A campanha para a segunda volta das presidenciais brasileiras foi interessante, mas ao mesmo tempo de pouco nível. A imprensa internacional e local tentou fazer um levantamento positivo sobre as questões que preocupam o Brasil. No entanto, os candidatos preferiram falar do caso Petrobras, de proferirem ataques pessoais em vez de se centrarem no essencial. Pelo menos foi isso que aconteceu nos quatro debates televisivos que se realizaram entre Dilma Rousseff e Aécio Neves.

Em Baixo  

Arbitragem - A exibição da equipa de arbitragem no jogo entre Schalke 04 - Sporting a contar para a 3ªjornada da fase de grupos da Liga dos Campeões foi deplorável. A formação russa expulsou um jogador do Sporting, pernitiu que Huntelaar marcasse o segundo golo dos alemães em fora-de-jogo e o mais foi o penalti assinalado contra a equipa portuguesa que originou o 4-3 final. Há quem diga que há ligação entre o facto do Schalke 04 ser patrocinado pela empresa russa Gazprom que também é sponsor da prova europeia. E não que os árbitros também eram todos russos? Coincidências?

Sem comentários:

Share Button