Etiquetas

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Dilma vai ganhar e Aécio não voltará em 2018

Embora a campanha de Aécio Neves esteja a ser positiva sob todos os prismas a verdade é que Dilma Rousseff vai ser reeleita presidente do Brasil. O esforço efectuado por aquele a quem a imprensa brasileira chama de tucano foi notória e chegou a causar incómodo à Chefe de Estado, mas esta ainda tem factores a seu favor. Dois importantes pontos para Dilma são o crescimento económico e a pobreza. De facto, nestes dois aspectos, a candidata do PT obteve resultados, até mais do que o próprio Lula da Silva. Em relação aos casos de corrupção não se pode acusar um presidente por envolvimento de seus membros em questões de justiça. Lembram-se do caso BPN? Porque razão Cavaco Silva tem de pagar por erros de colaboradores seus em negócios privados?


A campanha na segunda volta foi bastante interessante apesar dos debates terem sido frouxos. No entanto, não é a televisão nem o sound-byte que ganha eleições. O que continua a ser mais importante são as arruadas, os comícios e outras acções que permitam às pessoas estar com os candidatos e conhecer as suas propostas. Ainda bem que assim é porque a política é feita do contacto directo dos candidatos com as pessoas. Neste aspecto, os nossos partidos deveriam aprender mais com esta campanha porque ainda se fecham muito em comícios-jantares que em nada beneficia a propaganda durante os períodos eleitorais. 

Caso Dilma ganhe a corrida ao Palácio do Planalto não haverá grandes mudanças. Aqueles que votaram em Aécio terão de esperar mais quatro anos para esperar pela sua oportunidade de terem alguém no poder que represente os seus ideais. Que não será Aécio Neves.

Sem comentários:

Share Button