terça-feira, 23 de setembro de 2014

O dilúvio das primárias

Antecipando a reflexão sobre as primárias no PS, a publicar na edição de amanhã do Diário de Aveiro, importa destacar o que tem sido o caudal de comentários nas redes sociais.
Aliás algo já referido, e bem, pelo Francisco neste texto com o título  "Olhar a semana - Alguém viu a campanha?" Ver, até acho que mutios portugueses, até agora, viram (eu incluído). O problema é que muitos de nós não gostámos nada do que, até agora, vimos.
O desnorte socialista e a péssima imagem pública do que tem sido esta campanha interna para a liderança do PS que curiosamente, quer Seguro, quer Costa, projectaram como "questão nacional" ao sublinharem as primárias como a escolha, não do líder socialista, mas do futuro primeiro-ministro de Portugal, chegaram a um extremo e a um desrespeito político (para não dizer mesmo "desonestidade política) inacreditável.
Desde vídeos de reportagens de 2012 de obras em Lisboa e de António Costa (onde surgem títulos como "António Costa, o Sr. 'sarjeta') até à transposição das cheias em Lisboa, e daquilo que é (ou deveria ser) a gestão autárquica, tudo serve e vale para desvalorizar a imagem política de António Costa nestas primárias.
O que, por si só, demonstra claramente o que será o futuro do PS após estas inovadoras eleições primárias.
Com chuva ou com sol... será sempre uma tempestade que pairará, nos próximos tempos, no Largo do Rato.
O país dispensava... já nos chega o dilúvio que tem assolado este mês de setembro.
(créditos da foto: retirada do blogue "Epa cum catano")

Sem comentários:

Share Button