Etiquetas

domingo, 3 de agosto de 2014

A última palavra cabe à justiça

O caso BES vai ficar na história como um dos maiores crimes na banca portuguesa. Ao pé disto, o BPN é um menino. A partir de agora, e com a banca portuguesa a caminhar para a total descredibilização, o que vai permitir a entrada em força dos bancos estrangeiros, em particular dos espanhóis. No entanto, quem também fica com a imagem ferida é a entidade reguladora. Não só por causa deste caso, mas pelo avolumar de situações relacionadas com gestão danosa de quem está à frente destas entidades. 

Esperemos que a justiça portuguesa não seja o terceiro elemento a ficar com a imagem danificada em relação a este caso. Se o BPN, o BPP e o BCP ficaram-se pelas meias intenções, o BES tem de ir até às últimas investigações para não causar um efeito negativo nas outras entidades bancárias. Se o contribuinte tiver a consciência que a autoridades estão a actuar, então podemos voltar a confiar no sistema bancário nacional. 


Sem comentários:

Share Button