segunda-feira, 7 de julho de 2014

Nas meias 24 anos depois

Se até aqui o Mundial tinha sido espectacular, o mesmo não se pode dizer destes quartos-de-final. Num jogo algo idêntico ao França-Alemanha, a Argentina bateu a Bélgica por 1-0 e apurou-se para as meias-finais de um Mundial depois de 24 anos de jejum. A alviceleste, que viu Di Maria sair lesionado (Enzo estreou-se), marcou cedo e a partir daí limitou-se a controlar uma equipa belga inofensiva e que deu a ideia de já estar satisfeita com a chegada a esta fase. Messi fez mais uma excelente exibição (sobretudo na primeira parte), mas foi Higuain o herói do jogo, não só pelo golo mas por toda a classe que mostrou na frente. 
Esperava muito mais da Bélgica, jogou a passo, praticamente 90 minutos, sem nunca ter importunado uma Argentina, que vale....que vale, nem sei, talvez pelo Messi e pouco mais! 
Hoje voltou a ser o melhor jogador da selecção das Pampas, mas denota um défice físico...no lance em que esteve cara a cara com o Courtois aos 89 minutos, parecia que o campo estava a subir, tal a dificuldade que demonstrou no arranque para a baliza.
Uma Bélgica de menos e uma Argentina que ao fim do quinto jogo neste mundial continua a deixar a desejar...mas não me surpreendia que consiga chegar a final...e vence la! 
Para já, a primeira meia final desde Itália 90! Quem diria, parece que foi ontem...nessa altura bateu na meia final a anfitriã Itália, em Nápoles...o reino de Maradona! 
Vamos ver quem será o outro semi-finalista desta vez...a Holanda, que tem contas a ajustar com a Argentina desde 1978 ( empatada aos 89 minutos, Resenbrinck isolado pela esquerda remata ao poste e o jogo acaba por ir para prolongamento...que seria resolvido pelo enorme Mario Kempes)! Foi o mundial dos generais argentinos...onde pela primeira vez percebi que a FIFA não passa de uma Multinacional que gera verbas fabulosas e que põe ao dispor dos países que mais lhe podem ser úteis! A Argentina então, onde o general Videla, aproveitou o mundial para fazer desaparecer uma quantidade de opositores do regime totalitário, perante uma sociedade em transe e distraída com as vitórias da sua selecção...e que agora se mantém, com o Brasil a ser levado ao colo, favorecendo a Dilma, que já sonha com a sua reeleição! Enfim...viva o futebol! 

Texto de Manuel Marques Guedes

Sem comentários:

Share Button