sábado, 7 de junho de 2014

Figuras da semana XIII

As figura desta semana foram:


Por Cima:

Barack Obama - O presidente norte-americano tem ganho pontos na política externa. Apesar de continuar a insistir em excluir Moscovo de um possível acordo na Ucrânia, Obama está a apoiar o novo líder ucraniano, Petro Poroschenko. O seu objectivo é colocar o colectivo acima do individual e por isso é que as potências mundiais estão com cada vez mais respeito aos Estados Unidos da América. Nesta semana, Obama voltou a meter o Reino Unido como seu parceiro e aconselhou Cameron a ficar na UE. Este é um sinal claro que a liderança da política externa mundial voltou a Washington, agora que os problemas internos parecem estar resolvidos. Vamos ver um Obama mais virado para o mundo até ao final do mandato? Espero bem que sim.

No Meio

António Costa - O candidato a líder do PS teve uma semana positiva. Primeiro porque apresentou as suas ideias, depois porque contou com o apoio público de Mário Soares e José Sócrates e por fim, não teve medo de ir a jogo, mesmo que Seguro vá alterando um pouco as regras do jogo. No entanto, o melhor aconteceu quando "obrigou" o actual líder socialista a demitir-se caso não vença as primárias. Uma coisa é certa: vamos ter eleições no PS.

Em Baixo

Pedro Passos Coelho - A semana correu mal para o primeiro-ministro. Primeiro levou novo chumbo do tribunal constitucional sobre o orçamento e depois veio pedir que os juízes fossem melhor escolhidos. Eu percebo a preocupação do primeiro-ministro, mas tem de saber reagir quando perde. Ou melhor, tem de ter uma alternativa para fazer face à inconstitucionalidade das normas e ela não pode passar por novo aumento de impostos. 

Sem comentários:

Share Button