Etiquetas

terça-feira, 20 de maio de 2014

Seguro é igual a Hollande


Nesta campanha para as eleições europeias temos assistido a uma nova faceta do líder socialista. Ele promete tudo e mais alguma, desde não despedir um único funcionário público a não aumentar os impostos. Não vale a pena perder tempo com esta feira das vaidades que é o líder do partido socialista. Ora, o nosso secretário geral socialista assemelha-se muito ao presidente francês, François Hollande, também ele um socialista dos sete costados. 

Quem não se lembra das promessas feitas por Hollande na sua campanha eleitoral para o Eliseu, fazendo votos para que os franceses optassem pela mudança. Sim, esse é um slogan muito próprio dos socialistas. No entanto, e como todos sabemos essa alteração acabou por não acontecer, sendo que a nota dominante foi o aumento das medidas de austeridade. Posto isto, sabemos muito bem com o que contar se António José Seguro vier a ser primeiro-ministro de Portugal. Não prevejo que faça diferente do actual líder francês, porque nos próximos anos Portugal vai ter que manter o controlo das contas públicas e com poucas perspectivas de crescimento económico. 

Gostava de saber como vai o actual líder socialista manter o défice obrigatório por Bruxelas senão mexer na despesa? Era bom que explicasse ao auditório nacional e, se possível, ainda na campanha para as europeias. 

Mudança é aquilo que os eleitores pedem ao Partido Socialista, esteja na oposição ou no governo.

Sem comentários:

Share Button