segunda-feira, 26 de maio de 2014

Os britânicos avisam Bruxelas

O grande vencedor da noite eleitoral europeia foi Nigel Farage. O líder do UKIP alcançou a vitória nas eleições de ontem, dando seguimento a um resultado positivo na quarta-feira passada nas eleições autárquicas no Reino Unido. 

O Ukip conseguiu bater os dois partidos do governo (conservadores e liberais-democratas) bem como o principal partido da oposição (trabalhistas): É curioso verificar que um partido com um discurso anti-europa ficou bastante à frente de outro com a mesma atitude (partido conservador). A vitória do UKIP significa que os britânicos poderão votar a favor de uma eventual saída da UE em 2017, contudo, tendo em conta que os conservadores ficaram atrás dos trabalhistas, e os liberais-democratas, quase nem sequer existiram nestas eleições, fica a ideia que nas próximas legislativas em 2015, será o UKIP a decidir quem terá o poder. 

Nigel Farage tem tudo a seu favor para negociar com quem entender. Não acho que a vitória da Frente Nacional em França tenha sido surpresa porque já era um resultado esperado. Também sabemos a importância da imigração para os franceses. No Reino Unido surgiu um novo tipo de eurocépticos. Não são aqueles que estão contra a UE, mas os que pretendem alterações dentro das instituições. Com este resultado, o Reino Unido ganha legitimidade e força para se tornar uma voz muito importante dentro da UE e isto não é alheio a perda de poder da França.  

Tenho a certeza que o Reino Unido será ouvido com mais atenção por parte de Bruxelas. Foi esse o sinal que os britânicos enviaram ontem à noite. 

Sem comentários:

Share Button