quarta-feira, 28 de maio de 2014

A bola sempre esteve ao lado de António Costa

A reunião entre Seguro e Costa decorreu num ambiente favorável ao actual presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Se o líder do PS não convocar um congresso extraordinário, António Costa trata de o fazer. Por aqui não haverá qualquer problema para António Costa, uma vez que a sua candidatura também teve em conta este aspecto: a certeza que Seguro recusaria um congresso e Costa tem os apoios suficientes para o convocar. 

Portanto, António Costa foi falar com Seguro para o colocar entre a espada e a parede, ganhando assim pontos nesta corrida à liderança do PS que promete ser entusiasmante. António José Seguro não pode escapar porque qualquer decisão que tome levará à disputa da liderança, coisa que não quer. Costa já está a ganhar pelo facto de Seguro ter de convocar o congresso sob pena de ser confrontado com a realização deste contra a sua vontade. 

Na minha opinião António Costa fez um jogada perfeita ao encostar Seguro às linhas, já que qualquer decisão levará a um congresso extraordinário. Em meu entender, Seguro deve marcar o congresso porque assim revela que não tem medo de ir a jogo. E uma pessoa que se mostrou confiante na noite eleitoral de domingo, tem de revelar que não tem receio de disputas internas, mesmo que esta venha fora de horas. No entanto, o que mais interessa neste momento aos militantes socialistas é ter a melhor figura possível para disputar as legislativas com a maioria que governa. Perante este cenário é muito provável que PSD e CDS comecem a trabalhar no sentido de irem coligados às legislativas de 2015. 

O bailarico criado em torno da liderança socialista neste momento tem um vencedor que é António Costa. O líder da câmara de Lisboa conseguiu o que queria: ganhar as eleições na CML, apoiar António José Seguro nas autárquicas e nas europeias e avançar no momento de fragilidade para o actual líder socialista. Na minha opinião para ficar com tudo, a António Costa basta ter o apoio de José Sócrates e Mário Soares. 

Sem comentários:

Share Button