Etiquetas

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Velhos ressabiados com o sistema

Como já disse há uns tempos, muitos dos que viveram o 25 de Abril são hoje pessoas que estão nos lugares de topo. Os lugares de liderança e de topo são ocupados por muitos dos que presenciaram Abril na sua juventude. Posto isto não é de estranhar que algumas individualidades da nossa sociedade, apareçam nos jornais a dizer isto. É por causa de declarações como esta que há cada vez mais casos de exploração no trabalho, sendo que alguns roça a criminalidade laboral. 

Há muitas pessoas em Portugal que estão ressabiadas e agora vingam-se nos mais novos, pior utilizam as suas capacidades, não para trabalhar mas para outras coisas, como fazer de empregado nos eventos desportivos e receber os convidados que se deslocam ao seu camarote no maior torneio de ténis português. É caso para dizer que os jovens de hoje não podem ter oportunidades, porque estes senhores quando eram mais novos também não eram independentes e ganhavam pouco, vivendo muito à custa da ajuda paternal.

De facto, é perigoso o país estar entregue a estas pessoas que são menos qualificados dos jovens de hoje, mas usam as suas influências para subir na vida e não permitir que outros alcancem o mesmo patamar. Uma coisa é certa: o país hoje está melhor economicamente do que há quarenta anos, mais moderno e as instituições académicas formam muito melhor do que na altura. Há quem diga que há 40 anos, as faculdades formaram os aldrabões que hoje pensam que o país é todo seu e, mais grave ainda, consideram que a democracia só existe por causa deles.  

Na véspera de festejar 40 anos de Abril, Portugal precisa de fazer um "refresh" e iniciar um caminho de mais igualdade, justiça e oportunidades. 

Sem comentários:

Share Button