terça-feira, 1 de abril de 2014

Tanto faz que seja em Maio ou Junho

O PS quer arranjar um problema de última hora. Os socialistas discutem agora que a saída da troika vai ser em Junho e não em Maio como estava previsto. De facto, há falta de debate no Largo do Rato e mais do que isso, poucas ideias sobre o país e a Europa. Se o PS critica o governo devido à austeridade, porque não coloca em cima da mesa a manutenção do euro? Porque não procura caminhos alternativas para a soberania limitada em que nos encontramos. Os socialistas não abordam estas questões, em particular as europeias porque falam a mesma linguagem que Angela Merkel e o governo. No entanto, por razões eleitorais atacam o executivo de forma baixa e sem nexo político. O discurso socialista tem sido miserável. 

Tanto faz se a troika sai em Maio ou em Junho. A "saída" definitiva vai ser em Junho porque será nessa altura que Portugal vai receber a última tranche. Contudo, a 17 de Maio o triunvirato internacional virá a Lisboa tirar uma fotografias de despedida. Quem não a quer voltar a ver deve também pensar nas alternativas pouco credíveis com que temos de nos deparar.

Sem comentários:

Share Button