Etiquetas

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Isabel Jonet

A presidente do Banco Alimentar contra a Fome, Isabel Jonet, voltou a fazer das suas, que é como quem diz, abriu novamente a boca para dizer asneiras. Dois anos depois da célebre polémica em torno do número de bifes que os portugueses comiam, eis que Jonet se vira agora para os desempregados viciados no facebook. 

O problema das pessoas que não têm trabalho, não são os 15,3% de desemprego, mas o tempo que esta percentagem passa a bisbilhotar a vida dos outros na rede social mais famosa do mundo, e que ainda não foi bloqueada na Turquia. 

A mesmíssima criatura que não aceita o facto dos portugueses viverem acima das suas possibilidades, acha que os mesmos não procuram trabalho nem enviam curriculos, até porque as empresas estão cheias de dinheiro para pagar aos trabalhadores. Aposto que Jonet não tem conta no facebook e não passa a vida agarrada à rede social, quanto mais não seja para ver o número de likes que tem a página da organização que lidera. 

Eu não percebo porque razão a presidente do Banco Alimentar está sempre a dar opiniões sobre o que os portugueses devem ou não fazer. Jonet fala numa posição de superioridade moral que ninguém lhe deu e o mais grave é o facto de se sentir importante por querer menosprezar os portugueses que passam por dificuldades. Ela merece ser criticada por vir constantemente dar lições de moral através da comunicação social. Isabel Jonet devia candidatar-se a um cargo público e aí sim, criticar mas ao mesmo tempo propor medidas para a vida dos portugueses melhorar. Não é pelo facto de ser presidente de uma associação que ajuda os mais favorecidos que depois Jonet tem a lata de vir falar sobre os defeitos de um povo. Ainda por cima, Isabel fala sempre no geral, como nós fossemos um bando de merdas. E a senhora Jonet não é portuguesa?

É verdade que cada comentário desta senhora é divertimento para os analistas, mas tem de haver inteligência naquilo que se diz cá para fora. Comendo ou não muitos bifes por semana. 

2 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Não ouvi o comentário desta senhora.
Li-o agora aqui e fiquei chocado.
Existem lugares e pessoas que deveriam medir melhor as palavras que dizem. Ofender os pobres e desempregados não me parece justo nem correcto.

Josemanuel Fragaramos disse...

CREIO QUE ESTA SRª SOFRE DE DOENÇA MENTAL, ESTÁ A DIZER DISPARATES COMO A OUTRA QUE MANDOU OS FRANCESES COMEREM BRIOCHES NA FALTA DE PÃO; LEMBRAM-SE? TEMOS NO GOVERNO PORTUGUÊS, A MAIOR CONCENTRAÇÃO DE NÉSCIOS E MENTECAPTOS CLEPTOCRATRAS E DESGOVERNANTES NA HISTÓRIA ESTES INDIVIDUOS ESTIVERAM A COA BITAR EM ARVORES E EDUCADOS JUNTOS COM MACACÓIDES DAÍ OS Q.I. SEREM DOS MAIS BAIXOS DO MUNDO, POR FVOR REGRESSEM ÁS ORIGENS E DEIXEM O COMPETENTES GOVERNAR SEUS TRAIDORES INCOMPETENTES ATRASADOS MENTAIS

Share Button