terça-feira, 18 de março de 2014

Um grande dia para Vladimir Putin



Vladimir Putin teve hoje um dia em grande. A sua declaração sobre a anexação da Crimeia à Rússia diz tudo sobre a força que o actual Presidente tem neste momento, muito superior até que o próprio Barack Obama. A Rússia é hoje uma super potência que tem como aliado principal a China, que nem por um momento se mostrou contra o referendo de domingo. 

Com os Estados Unidos pouco visível e a UE sem rei nem roque, a Rússia vai demonstrando a sua força não só no plano militar, mas sobretudo no campo político. Putin venceu a questão da Crimeia e agora não há nenhuma maneira daquela região fazer parte da Ucrânia. É verdade que há questões territoriais, mas isso não é o mais importante porque conta é o sentimento do povo e a sua vontade. Se antes do conflito em Kiev já havia um nacionalismo russo, agora há muito mais. O presidente Putin não fez mais do que proteger o seu povo dos fascistas que tomaram o controlo de Kiev. Não se pense que outras regiões russófonas vão ter o mesmo tratamento dado à Crimeia. Desta vez nem as vozes de Berlim, Washington, Londres ou Bruxelas são suficientes para parar Putin. Na minha opinião o presidente esteve muito bem na atitude que tomou, pois era previsível que os habitantes da Crimeia viessem a sofrer pelo que aconteceu no princípio de Fevereiro. 

A outra grande vitória de Putin foi a morte do líder checheno, Doku Umarov. Com esta notícia, o presidente pode ter menos receio de uma revolta na região da Chechénia que luta há anos pela independência. Ora, depois de ter apoiado a autonomia na Crimeia, Putin tinha de resolver um problema com a reivindicação dos chechenos, mas com a morte  do seu líder, haverá espaço para negociações. 

Sem comentários:

Share Button