Etiquetas

domingo, 9 de março de 2014

Olhar a Semana - Alertas de mais austeridade

Esta semana ficou marcada pelo anúncio de mais sacrifícios nos próximos anos. Embora a saída da troika seja um momento importante e relevante, não será a sua saída que irá afastar o espectro de mais austeridade, até porque os próximos tempos vão ser marcados pelo pagamento da dívida. 

Passos Coelho afirmou no debate mensal que os salários e pensões da função pública não vão poder atingir números de antigamente, no entanto, o verdadeiro problema foi o aumento salarial que o governo Sócrates efectuou antes das eleições de 2009. Ora, quem pensar em facilitismos e aventuras pode muito bem tirar o cavalinho da chuva. 

Cavaco Silva também é peremptório na sua entrevista ao Expresso. Ainda vai demorar tempo até que os portugueses sintam no bolso os efeitos de uma recuperação económica. 

Não há razões para o pessimismo total porque as previsões de crescimento económico são positivos, e isso é importante para a criação de emprego e estímular as pessoas. É importante que as pessoas tenham a noção do exacto valor da palavra "austeridade". Não significa que vamos viver todos mal nos próximos 20 anos, mas será preciso ter a noção que o dinheirinho no bolso vai ser menos e não haverá tantas regalias agora como houve no passado. No fundo, Portugal vai ser um país diferente, não mais pobre, mas mais realista. É essa a intenção do governo.

Sem comentários:

Share Button