quarta-feira, 5 de março de 2014

Bloco perdido

A melhor maneira do BE reagir à falta de resposta das suas questões pelo PM foi abandonar o debate quinzenal de hoje. Ora, por muita razão que os bloquistas tenham, sair do plenário em pleno debate é uma falta de consideração pelos portugueses, deputados, governo mas também pelo próprio BE. Eu não percebo como é que o BE quer conquistar votos, e bem precisa deles, com estas atitudes. Se fosse simpatizante do partido também não gostava desta atitude e pedia aos actuais deputados que não aparecessem nas próximas sessões parlamentares, de forma a não se sentirem envergonhados com o que fizeram. Nem o PCP nem a excitada Heloísa Apolónia têm esta falta de consideração pela casa da democracia. 

Saudades de Louçã e da sua liderança, uma vez que os dois líderes só têm dado maus exemplos, em particular a deputada Catarina Martins que mais parece uma manifestante vulgar que trouxe para o parlamento comportamentos erráticos. Estas atitudes deviam dar origem uma multa ou coisa parecida, já que o parlamento tem regras. As mesmas sanções deveriam ser aplicadas a quem se manifesta nas galerias, e hoje foram três pessoas que aproveitaram o debate para se manifestar. 

O BE também se manifestou mas de forma despropositada e sem nexo. Este pequeno partido não tem modos parlamentares nem sequer ideias, e nem o "pseudo-brilhante" Pedro Filipe Soares consegue disfarçar a falta de democraticidade que deve existir no seio de um partido. Com este tipo de atitudes o BE arrisca a ser substituído pelo Partido Livre, mas tendo em conta que a nova força política é constituída por ex-membros dos bloquistas os comportamentos não deverão ser diferentes. Uma coisa é certa, o BE caminha lentamente para a sua extinção. Por culpa própria....

1 comentário:

Pedra do Sertão disse...

Passando para ver as atualizações...

abraço pós-carnaval,

Araceli

Venha nos visitar também:

www.pedradosertao.blogspot.com.br

Share Button