Etiquetas

quarta-feira, 12 de março de 2014

A revolta dos coitadinhos do futebol



Infelizmente ando a escrever bastante sobre o Sporting nos últimos tempos. Não que eu seja um anti-lagarto mas porque entendo que os dirigentes do Sporting se desculpam com as arbitragens perante o insucesso. Sim, escrevi insucesso porque os responsáveis leoninos acham que estar em 2º lugar nesta altura é mau. Tenho ouvido vários comentadores ligado ao Sporting e todos dizem que a estratégia da direcção é errada, porque não está a elogiar o bom trabalho que tem sido feito por Leonardo Jardim e a sua equipa. É um facto que Benfica e Sporting estão a anos-luz um do outro e o recente derby bem como a eliminatória da Taça de Portugal mostraram quem é o mais forte no plano desportivo. Este é o único que interessa analisar, apesar das queixas do Sporting no jogo da Taça. Os dirigentes leoninos têm memória curta e esquecem a forma como o Sporting marcou no primeiro jogo entre os dois clubes em Alvalade....

Esta direcção parecia ir no bom caminho mas tem embarcado na mesma onda de outros dirigentes. Ao mínimo deslize dos árbitros começam a protestar. E quando iniciam o protesto já não há quem os pare, porque eles (Sporting) são sempre os coitadinhos e nunca vão poder ser campeões porque o Benfica e o FC Porto é que controlam o dito poder. Quando os responsáveis directivos lançam o primeiro ataque, os adeptos correm em massa e chegam ao ridículo de criar o Movimento Basta. e de organizar comícios como se a luta pela verdade desportiva fosse como a obtenção do poder na política. Porque não vão todos para o Marquês de Pombal? Desde que saiam em Maio para deixar os adeptos benfiquistas festejarem.....

 Bruno de Carvalho deu o mote para a revolução e os adeptos vão cumprir as ordens do general. Pensava que o líder leonino era diferente, mas não. É bastante pior porque comporta-se como um adepto, quando na realidade é um dirigente com responsabilidades e não pode ter este tipo de comportamentos. É preciso perceber quais as origens do actual presidente....

Os adeptos leoninos que criaram este movimento estão a prestar um mau serviço porque a sua iniciativa parece um braço na luta contra qualquer erro ou suspeição relacionada com nomeação de árbitros. O futebol não precisa destes movimentos e o Sporting não precisa de se desculpar com as arbitragens quando perde já que está a realizar uma excelente temporada e qualquer excesso de confiança pode levar a que este projecto caia por terra, uma vez que se o Sporting for campeão este ano, terá obrigatoriamente de o ser na próxima temporada, o que aumenta a responsabilidade de Leonardo Jardim. E mandar embora Jardim pode ser o maior erro, ainda para mais se for devido a pressões dos adeptos. 

O discurso dos dirigentes do Sporting, dos seus adeptos e de alguma comunicação social ligada ao clube, é de coitadinho. Parece que são sempre os mais prejudicados, mas não percebem que para se ganhar é preciso ter bons jogadores. Os erros de arbitragem não podem esconder os erros de gestão cometidos durante vários anos e que levaram o clube à situação desportiva da temporada transacta. Bruno de Carvalho está a perceber que os sócios são exigentes e vão pedir o campeonato, e como sabe que o Sporting não tem as mesmas condições que Benfica e FCP, o presidente prefere desviar este problema do que enfrentar os adeptos com esta realidade. 

Sem comentários:

Share Button