Etiquetas

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Seguro e o novo mapa judiciário

A ideia de Seguro em querer criar tribunais para estrangeiros é estapafúrdia. Ao menos o líder socialista tem ideias e alternativas, mas ainda não conseguiu chegar a um nível de qualidade e competência que é exigido a um líder da oposição.

Isto vem na consequência da aprovação do novo mapa judiciário que terá como consequência a redução de tribunais. Ora, muitos municipios estão a intentar providências cautelares para evitar que o "seu" tribunal saia da vila. 

Não compreendo esta mentalidade muito portuguesa de querer manter os serviços mesmo quando estes só são despesa e aproveitam a poucas pessoas. No entanto, há quem queira ficar com o serviço de finanças, o tribunal que não tem processos, ou a biblioteca que não tem ninguém. O argumento mais rídiculo está relacionado com o "apego" da população. Ainda percebo que exista esse sentimento quando se trata de extinguir uma freguesia, mas não é normal quando falamos de instituições públicas.

Eu apoio esta medida do governo até porque ninguém tem problemas jurídicos todos os dias e é melhor concentrar os tribunais numa zona de forma a funcionar melhor. 

Sem comentários:

Share Button