Etiquetas

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Vetar o referendo é a melhor atitude presidencial

Embora considere que os referendos devam ser sempre utilizados para resolver questões que dividem a sociedade portuguesa, penso que o Presidente da República deve vetar o diploma sobre o referendo à co-adopção. Os portugueses vão entrar agora num ciclo eleitoral importante e não devem perder tempo com assuntos que não são de natureza nacional e pertencem apenas a uma minoria. 
O parlamento é a sede própria para discutir este tema e nesse aspecto acho que deve ser dada liberdade de voto aos deputados se os partidos entenderem que se trata de uma questão da consciência de cada um. O que não pode acontecer é obrigar a população ir votar num tema irrelevante, além do mais a adesão ao sufrágio vai ser um fiasco e a campanha não existir porque os partidos vão estar preocupados com outros assuntos.

Espero que Cavaco Silva tenha bom senso e coloque um ponto final nesta anormalidade inventada pelo líder da JSD que devia trabalhar mais para resolver os problemas dos jovens que estão desempregados e os que trabalham são muitas vezes sujeitos à escravatura. 

Tenho a convicção que ao ter mandado o diploma para o Tribunal Constitucional, Cavaco Silva não está mais do que ganhar tempo para o assunto morrer e depois vetar o diploma. 

Sem comentários:

Share Button