sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Previsões 2014: Quem vai levantar o caneco?

A última das previsões realizadas aqui está relacionada com o campeonato nacional de futebol. Em 2013 Benfica, FCP e Sporting terminaram o ano empatados na classificação. Os leões juntaram-se às duas equipas que dominaram a liga 2012-2013 sem derrotas, no caso dos campeões nacionais. 

As 14 jornadas revelaram um leão mais forte em contraste com a baixa de forma de dragões e águias. No reino do dragão Paulo Fonseca ainda não convenceu os adeptos bem como os jogadores que é o treinador ideal para ser o comandante do navio portista. Pela primeira vez um treinador do FCP está em fase de aprendizagem e isso tem-se notado nas exibições da equipa. Com a reabertura do mercado e a entrada de Quaresma pode haver um acréscimo de qualidade, no entanto falta ao jogo do Porto alguém que seja parecido com João Moutinho. Tendo em conta que não há um clone do actual jogador do Mónaco cabe ao treinador mudar a maneira de jogar da equipa até para aproveitar a qualidade do Harry Potter.

No Benfica a situação é diferente. É notório um desgaste da era Jesus e nem as entradas de craques como Sulejmani, Markovic, Djuricic e Funes Mori evitaram a eliminação da fase de grupos da Champions e o terceiro lugar na classificação com empates comprometedores contra Arouca e Belenenses, duas equipas que subiram à primeira divisão. O treinador já não tem a varinha mágica e a equipa joga aos soluços e de forma individual. E já nem Cardozo resolve. Embora o fim do contrato de Jesus com o Benfica só acabe em 2015 caso o treinador não vença o campeonato deverá abandonar o clube pelo próprio pé porque 5 anos e só um título nacional é muito pouco para um clube como o Benfica. 2014 é o ano do tudo ou nada para Jesus e caso não consiga resultados positivos em Lisboa isso pode comprometer uma futura carreira internacional. Este ano marcará decisivamente a carreira do treinador das águias.

Após um período conturbado o Sporting vive dias felizes. A nova direcção e um treinador competente reestruturaram o clube para que lutasse pelo título. O rostos do sucesso leonino são Inácio e Jardim porque Bruno de Carvalho só tem atrapalhado o bom rumo que leva a nau sportinguista. O presidente quer impor um estilo "à Pinto da Costa", facto que lhe tem corrido mal porque pretender protagonismo à custa da insegurança é um mau princípio. Para já o Sporting vai em primeiro e ninguém diz nada mas quando os primeiros desaires começarem a aparecer as críticas vão subir de tom. Convêm não esquecer que tanto FCP e SLB irão arrancar nesta segunda fase do campeonato e o Sporting com um plantel curto pode não ter argumentos para acompanhar os dois grandes, da mesma forma que Bruno de Carvalho nunca irá ter o espaço mediático conquistado por Pinto da Costa e Luís Filipe Vieira. Ser diferente é uma forma de inteligência...

Sem comentários:

Share Button