quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Previsões 2014: Portugal sem a troika

A saída da troika vai ser a grande discussão do ano. No final do mês as entidades internacionais vão começar a negociar a saída de Portugal do programa de ajustamento financeiro. Embora a primeira parte do problema esteja resolvido ainda não é líquido que o nosso país possa voltar aos mercados sozinho, como aconteceu com a Irlanda e a Espanha. 

A partir de agora a questão que se coloca é saber quais os termos em que iremos adoptar um programa cautelar e qual a sua duração. Apesar da troika sair, muitos afirmam que a crise continua. Embora haja sinais positivos programados para este ano há variáveis que podem não resultar. O governo também joga o seu futuro neste ano porque as condições de um programa cautelar não poderá ter como receita mais austeridade. 

Se o programa cautelar for duro haverá mais uma crise política, sendo que desta vez Cavaco Silva não dará uma nova oportunidade ao PSD e PP para aguentarem o barco mais um ano sabendo que vão perder as eleições de 2015. Acho que a maioria não vai o mesmo erro até porque estamos em vésperas de legislativas e presidenciais. Se a troika sair antes das europeias e o governo obter um resultado positivo podemos concluir com toda a certeza que a crise já acabou e os portugueses perdoaram o executivo. 

Até lá o PS e António José Seguro ainda vão alimentando a esperança...

Sem comentários:

Share Button