terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Onde chegou a inveja dos adeptos rivais

Esta fotografia tem circulado pelas redes sociais, em particular o Facebook. De acordo com os responsáveis benfiquistas os artefactos alusivos aos rivais foram retirados por "questões de segurança". Na famosa rede social os adeptos leoninos e do FCP manifestaram a indignação pelo episódio e como é óbvio, chamaram nomes ao clube da Luz. 

Eusébio era de todos mas sobretudo pertencia ao Benfica. A estátua do herói foi construída pelo Benfica para homenagear um futebolista do clube, além de estar junto ao estádio da Luz, propriedade do clube encarnado. O presidente do Benfica já manifestou a intenção de cobrir a estátua com acrílico para que a homenagem fique para sempre. Não fazia sentido cachecois do Sporting e do FCP ficarem no museu que ali está a ser construído. A equipa do Benfica agradece o respeito e o sentimento dos adeptos rivais mas a memória do jogador fica no clube da Luz. Bem sei que tanto leões como dragões gostavam de ter tido nas suas fileiras um craque como o moçambicano, no entanto só o clube lisboeta tem capacidade para contratar os melhores.

Juro que não percebo a indignação perante um episódio irrelevante e só mostra inveja e ciúme perante a circunstância de só os jogadores do Benfica proporcionarem momentos como os de ontem. 

4 comentários:

Observador disse...

Não têm razão os adeptos, quer do Sporting quer do FCPorto.

Se andam tão melindrados, o que dirão à ausência de representantes oficiais dos seus clubes nas cerimónias fúnebres de ontem?


Francisco Castelo Branco disse...

O Sporting esteve representado pelo Presidente no entanto Pinto da Costa não fez uma única referência ao Benfica na declaração que proferiu aos media.

Observador disse...

Convinha ler o comunicado que o S.L.Benfica emitiu sobre a situação.

Anónimo disse...

besta

Share Button