Etiquetas

domingo, 26 de janeiro de 2014

Olhar a Semana - Contra qualquer tipo de praxe

As recentes mortes na praia do Meco trouxeram as praxes à baila. É verdade que existe um regulamento e regas académicas, no entanto quem pratica as praxes aproveita para submeter um indivíduo que está numa posição inferior a práticas pouco dignas. O problema não está nas praxes mas de quem as realiza, porque há sempre alguém a humilhar o outro porque é a única forma de se divertir. 

Podem muito bem criar leis e códigos que bem entenderem. No entanto, o problema nunca será resolvido enquanto na terra existirem pessoas que só ser divertem fazendo mal aos outros. Por muito que a Universidade proíbe este tipo de procedimentos, há certas praxes que são incontroláveis porque não se realizam dentro dos estabelecimentos de ensino, como foi o caso do Meco. Por este andar vamos chegar ao ponto das praxes serem considerados crimes.

As praxes deviam ser banidas mas pessoas como as que estiveram relacionadas com as mortes do Meco deviam ser castigadas severamente. 

Sem comentários:

Share Button