sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

O melhor é fazer uma aposta

Tenho ouvido as mais diversas opiniões sobre o caminho a adoptar por Portugal depois de sair do programa de ajustamento e financeiro. Uns acham que o melhor é o programa cautelar, mas por outro lado há quem considere a saída limpa é a solução certa. 

No dia 17 de Maio vamos ficar a saber qual é solução encontrada, no entanto até lá ainda vamos ter de ouvir muitas opiniões, muitas delas pouco ou nada fundamentadas e que são de personalidades que não entendem nada do assunto. 

O mais ridículo é ouvir experts defenderem o programa cautelar para evitar qualquer problema no futuro, funcionando como uma espécie de manual de instruções e que não deixa ninguém fazer porcaria. Ora, o problema português é apenas e só de equilíbrio de contas públicas, pelo que, uma vez reestabelecida a ordem orçamental, cabe aos responsáveis governativos, actuais e futuros, de manterem a disciplina e coerência que as contas públicas portuguesas precisam. Não é preciso nenhum polícia internacional que nos controle as contas todos os meses até que a confiança seja plena. Por isto eu defendo uma saída limpa do programa e tenho a convicção que será esse o comportamento adoptado pelo executivo português. 

Cabe ao povo português evitar que os socialistas regressem ao governo e estraguem novamente todo o trabalho efectuado. Tenho a certeza que o povo português não tem memória curta.

Sem comentários:

Share Button