quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Hollande e a solução socialista

Além das características pessoais, Hollande não tem tido um pensamento ideológico adequado ao cargo que ocupa. Quem chegou ao Eliseu a dizer que iria reformar a Europa, o anúncio de mais medidas de austeridade não lhe ficam nada bem, até porque dá a ideia que o presidente francês é mandado por Angel Merkel, ao contrário de Sarkozy que estava ao lado da chanceler na chefia da Europa. 

Parece que Hollande é um cobarde político por não ter coragem de enfrentar Merkel. Os franceses nunca irão perdoar o facto da Alemanha estar a comandar as políticas francesas e já nem falo dos escândalos sexuais....

O recuo de Hollande mostra a fragilidade do Partido Socialista francês mas também dos socialistas europeus. Reformar significa continuar com a austeridade exagerada e não fazer nada para alterar o estado de coisas. Este é o dado mais preocupante porque os socialistas quando estão na oposição só sabem falar e no governo nada fazem. 

Infelizmente a Europa vai pagar caro esta decisão de Hollande porque deste modo a Alemanha fica com o controlo sobre todo o continente o que significa mais anos de austeridade para cima de todos. Pior mesmo só a atitude do Reino Unido que em vez de procurar alternativas prefere fugir do clube....

Sem comentários:

Share Button