segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Barack Obama manda, John Kerry faz

A administração Obama tem lidado bem com as questões externas. Do Irão à Síria até ao problema israelo-palestiniano Barack Obama e seus pares têm ganho pontos neste aspecto. Apesar dos louros serem sempre atribuídos ao Presidente é preciso destacar o papel desempenhado por John Kerry. O actual secretário de Estado norte-americano tem sido uma peça fundamental nas negociações de paz.

Kerry foi candidato contra George W.Bush quando o ex-Presidente recandidatou-se. É verdade que levou um banho, contudo há líderes que preferem ser segundo do que primeiro. A política é feita destas coisas: embora seja o Presidente quem dá a cara e aperta a mão é sempre o nº2 que está por detrás dos bastidores. Penso que falta a Pedro Passos Coelho um número 2 de excelência, alíás os nossos governo nunca têm tido um "vice primeiro-ministro" de qualidade, cabendo sempre ao Primeiro responder por tudo e mais alguma coisa. 

O braço direito de Obama foi muito importante na resolução iraniana já que o problema nuclear não foi discutido a nível Presidencial porque até ao momento não houve mais do que um simples telefonema. Ao intervir pessoalmente nos assuntos, John Kerry está a dar importância às partes no conflito. É fundamental que os Estados Unidos não excluam a Palestina nem o Irão dos processos de paz em vigor. 

A manutenção da paz a nível mundial é um dos objectivos de Obama neste segundo mandato. Sentado na sua cadeira o presidente confia plenamente nas capacidades políticas de John Kerry.

Sem comentários:

Share Button