quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Portugal saiu mesmo da recessão





Saímos da recessão? Em principio sim, mas cuidado. A economia cresceu 0.2% no terceiro trimestre e confirma os dados verificados no 2º semestre. Se a tendência continuar, o quarto trimestre será ainda melhor. No entanto, os dados relativos a Outubro, Novembro e Dezembro de 2013 só vão ser conhecidos em 2014. Nessa altura o Partido Socialista estará em campanha interna e a preparar um novo congresso para escolher um líder alternativo a António José Seguro, de forma a poder ir a eleições em 2015 com possibilidade de impedir a maioria absoluta da direita.


Se os portugueses castigaram o governo nas últimas autárquicas devido à política de austeridade, os novos dados mudam tudo. Se a isto acrescentarmos a saída do programa de ajuda internacional, é caso para dizer que o governo tem tudo para vencer as legislativas. Além do mais, com o programa cumprido haverá folga para reduzir o IRS no orçamento de 2015. 

O governo tentou incluir o PS nas suas reformas, só que Seguro não quis porque pensou que o país a caminho do segundo resgate. O final do ano está a ser penoso para o líder socialista que não argumentos para contrariar esta vitória do executivo, mas sobretudo do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.

Porque foi Passos Coelho quem afirmou em Julho deste ano que Portugal iria sair da recessão....lembram-se?

3 comentários:

Fatyly disse...

Apenas tÈCNICA (que não alimenta barrigas e não cria emprego) porque de resto está tudo na mesma e cada vez para pior e PPC continua a ser "o mentor" de termos regredido décadas.

Lembro-me bem das suas falsas promessas, de discursos aparvalhados como "sou o africano de Massamá" e já agora dá-lhe um recado sfv:

que nomeie mais umas centenas de "boys iluminados" de onde ele veio, para assessores e auxiliares com ordenados "tão miseráveis" como fez ultimamente.

Lembras-te?

E nós é que somos despesistas versus parasitas e a burra sou eu!!!!



Francisco Castelo Branco disse...

Sair da recessão técnica é o primeiro caminho para o crescimento. Ainda que ténue.

Fatyly disse...

Isso eu sei, mas o crescimento económico vai recuar e muito com os enormes cortes + desemprego em 2014 e para espanto meu a dívida pública aumenta. Mas antes temos em Dezembro a 10ª avaliação. Certo?
Não havendo consumo interno voltamos à estaca zero. Tão simples como isto!

Só gostaria de saber onde foi aplicado tanto dinheiro nos cortes que nos fizeram e ai de nós que não paguêmos o quer que seja, mas se o Estado pagasse a quem deve e fosse o maior exemplo...não estariamos como estamos.

380 milhões pagos por mais swaps é obra...sem se responsabilizar ninguém é obra, enquanto o povo fica na miséria.

Ainda acredito em dois ministros, mas é preciso que os deixem trabalhar...de resto é vira o disco e toca o mesmo.

Já agora para se ser do PSD ou do CDS paga-se uma quota? É que posso canalizar ainda uns 10 euros a ver se arranjo também um tacho!!!

Quem me dera ir embora e já ponderei ir ao SEF pedir ajuda, porque sou emigrante e quero retornar ao meu pais:):):)

Francisco que tenhas razão, que lutes, que sejas muito feliz mas...fico-me por aqui!

Share Button