sexta-feira, 11 de outubro de 2013

RTP e EDP, duas empresas a crescer à custa do contribuinte

Este tipo de medidas só beneficia as empresas públicas portuguesas governados por "boys" dos dois maiores partidos portugueses. A RTP e a EDP vivem à custa do contribuinte e da vontade política. É inaceitável que as pessoas tenham de dar mais do seu dinheiro a empresas dirigidas por pessoas incompetentes e que nunca tiveram o mérito profissional.

Acho no mínimo estranho, que um governo defensor do fim da RTP esteja agora a alimentar a televisão pública com mais dinheiros dos contribuintes. Além do mais, a EDP, outra empresa com fortes ligações ao Estado vai beneficiar com esta medida, pelo que os preços da electricidade serão mais caros. Eu percebo que Passos Coelho queira salvar a RTP, mas isso devia passar por mais despedimentos e cortes nalguns salários extraordinariamente altos que se verificam naquela estação. 

A partir deste momento, o governo fica sem autoridade moral para querer mexer na estrutura da televisão, porque está a dar argumentos para ela se tornar economicamente mais viável. 

1 comentário:

Fatyly disse...

Mas estavas à espera de quê? De subsidios? Pois é...para mim o governo nunca teve e agora muito menos "um pingo de moral" e a sua autoridade está a chegar...não sei, não!

Share Button