sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Nunca Lisboa e Porto estiveram próximos como agora

Esta fotografia vale mais do que mil comentários. Há muito que não víamos os Presidentes da Câmara do Porto e de Lisboa juntos, muito menos presente na tomada de posse dos respectivos homólogos. Ou companheiros de partido?

Se Rui Moreira é independente, não parece. Se a vitória no Porto foi da cidade também não parece que assim seja. É bom para o país que Lisboa e Porto tenham uma boa relação, contudo isso só acontece por factores partidárias e não por questões de interesse nacional. A tal ponte que fala o novel Presidente da invicta, não é mais do que um acordo socialista encapotado. No fundo, Moreira fez obteve um acordo com o PS nacional e não com o PS Porto, até porque Manuel Pizarro é uma figura secundária do partido. 

A passagem de Moreira de independente para socialista pode outros fins que não apenas a câmara do Porto. Esta nova relação mostra outra coisa: que é impossível dois autarcas de PSD e PS curvarem-se perante as objectivas, mesmo quando são de concelhos diferentes. A partir de hoje, de independente Rui Moreira não tem nada.

Portas deve estar furioso porque sempre quis aparecer ao lado do Presidente e agora "fica" a ver navios. Passos Coelho vê reduzido o seu espaço autárquico e Seguro tem mais um concelho para pedir a demissão deste governo. 

Depois desta fotografia, o país espera a mesma atitude de Luís Filipe Vieira e Jorge Nuno Pinto da Costa. 

Sem comentários:

Share Button