Etiquetas

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

eu "show" Portas

Paulo Portas tem enorme descaramento. O falso sentimento patriótico com que tem abordado a crise é patético. A cena em Julho da decisão "irrevogável" foi uma mancha na credibilidade do actual Vice primeiro-ministro. Agora saiu-se com o "antes celta que grego, mas sempre português". O que mais impressiona é saber que o poder executivo está todo ele nas mãos do líder do CDS. O poder foi parar às mãos erradas e a culpa é de Passos Coelho. O grande teste da lealdade de Portas virá nas próximas eleições europeias, em que tanto PSD como CDS vão concorrer em listas conjuntas. 

Sem comentários:

Share Button