segunda-feira, 28 de outubro de 2013

A luta já não é a mesma

No sábado passado, as ruas da capital encheram-se de manifestantes. O movimento "Que se lixe a troika" voltou a sair à rua. Tenho a convicção que no próximo ano, não vai haver um protesto do mesmo género. Em termos mediáticos a manifestação teve a cobertura de sempre. Nem mais nem menos. Quanto à adesão, também não se pode dizer que foi significativa. 

As manifestações e as greves estão a ter pouca importância. Mas a culpa é de quem as organiza. Coloco  a CGTP e os movimentos anti-troika no mesmo saco, porque não sabem gerir os timings necessários para provocar adesão e "mediatismo" nas suas jornadas de luta. No sábado ouvi muito a palavra "o povo unido jamais será vencido". É natural que o grito revolucionário tenha perdido espaço na opinião pública e nos media. 

O momento ideal para organizar um protesto deste tipo é logo a seguir a uma crise política. Ora, a única crise que tivemos foi em Julho quando Gaspar e Portas bateram com as portas. Nessa altura, e para provocar tensão social é que deveria ter havido uma grande manifestação de derrube do governo. E antes dos partidos se reunirem com o Presidente Cavaco Silva. No entanto, nessa altura estava tudo de férias. 

Na próxima semana a CGTP vai organizar um protesto contra o Orçamento de Estado. A ideia é boa e o motivo também, no entanto os "anti-troika" estragaram tudo. Não são só os partidos políticos que estão em crise. A luta sindical e o combate na rua também atravessa problemas, não só de adesão mas sobretudo de ideais políticos e sociais construtivos. Além do mais, como os líderes de hoje não são os de antigamente também cai a popularidade. 

Para que manifestações como a que se realizou em Setembro do ano passado, obtenham resultados políticos e sociais, é necessário repensar a forma de luta. Senão também ela corre o risco de desaparecer. 

4 comentários:

Fatyly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francisco Castelo Branco disse...

há suícidios por causa da crise? deve ser fantasioso

Fatyly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francisco Castelo Branco disse...

Isso não entra no post.....

a temática é bem diferente.

Share Button