quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Quem será o herdeiro de Menezes?

Em Gaia mora um candidato que já conquistou o país. Manuel Almeida é o candidato do PTP à Câmara, no entanto ele queixa-se que não tem apoiantes. Da sua lista fazem parte a filha e o neto que ainda é bébé e alguns amigos de infância. Almeida promete ser o "tesourinho" desta campanha, pelo menos já conquistou as redes sociais. 

Mais a sério vão José Guilherme Aguiar e Carlos Abreu Amorim à luta. O primeiro como independente e o segundo com o apoio da Direita, pelo PS concorre Eduardo Vieira Rodrigues, mas o socialista não é chamado para o caso.

Em Gaia ainda mora o fantasma de Menezes, pelo que é muito provável uma vitória do PSD. Como nesta autarquia os sociais democratas apresentam dois candidatos da sua área política a escolha não é fácil. Esta situação verifica-se em muitos concelhos e é o reflexo da cultura partidária que se vive em Portugal. Quem escolhe o candidato são os lobbies locais, pelo que quem não tiver o apoio da "maioria" tem como única alternativa fazer uma lista própria e avançar como independente. Foi o que fez Guilherme Aguiar em Gaia. Não acredito que o PS venha a beneficiar desta situação, já que no concelho vizinho do Porto quem manda ainda é o PSD. 

Dirão uns que tudo isto faz parte do jogo político. É verdade, no entanto não entendo como as opções. Abreu Amorim candidata-se contra Aguiar e este contra o antigo deputado laranja. No fundo é a guerra pela autarquia mas também por mais protagonismo dentro da concelhia local. Nestes termos, a candidatura de Guilherme Aguiar deixa de ser independente para passar a ser uma segunda candidatura da direita. Se o actual comentador de futebol vencer, terá o mesmo apoio do partido nacional e da estrutura local da mesma forma se o vencedor fosse Abreu Amorim. Por tudo isto vai ser interessante seguir a campanha e a noite eleitoral em Gaia, até porque o candidato Almeida irá certamente querer roubar protagonismo aos dois mais fortes candidatos. 

Sem comentários:

Share Button