sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O que eu espero das autárquicas

A campanha está no fim e a eleição no domingo promete ser renhida. Lisboa é socialista com ou sem goleada. No Porto a dúvida é entre Rui Moreira e Menezes, com Manuel Pizarro a surpreender. Braga é, ao fim de 20 anos social democrata, mas mais importante do que isso é que vai acabar o domínio socialista na cidade dos arcebispos. Com ele acabará a bragaparques?

O resto do país é um incógnita, no entanto vai ser interessante a disputa em Matosinhos(sempre ele), Coimbra, Sintra, Faro e no Alentejo. É previsível que os comunistas vençam o alentejo e recuperem parte do distrito de Setúbal aos autarcas socialistas. Na zona de Matosinhos vai haver uma batalha pela Câmara entre o PS rejeitado, o actual PS e o PSD. Estas forças estão muito próximas umas das outras, no entanto o actual autarca Guilherme Pinto tem a vitória à sua mercê, o que será uma chapada de luva branca na actual direcção socialista. Da mesma forma que a provável vitória de Guilherme Aguiar em Vila Nova de Gaia é uma lição para a estruturas locais laranjas que preferiram o ex-deputado Carlos Abreu Amorim.

As autárquicas têm esta vertente: a do resultado imprevisível. Já sabemos que todos os partidos vão declarar vitória, no entanto os números de Domingo serão um bom indicador para aferir da popularidade do governo mas também da liderança socialista. Tenho a certeza que António Costa no seu discurso de vitória, vai atacar o governo mas também António José Seguro.

Tenho a convicção que alguns dos anónimos que nos animaram durante esta campanha vão ter resultados positivos.

1 comentário:

Fatyly disse...

e pelo que oiço a abstenção vai ser DANTESCA, o que eu acho errado, mas cada um sabe de si.

Share Button