quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Seja feita honra a Vítor Gaspar

Se hoje estamos a celebrar o crescimento do PIB em 1,1% é porque Vitor Gaspar e Álvaro Santos Pereira andaram durante dois anos a batalhar para que o dia de hoje acabasse por chegar. O primeiro para colocar as contas públicas em ordem e o segundo a mexer-se nos bastidores da economia. Convêm não embandeirar em arco com esta realidade, no entanto os números hoje divulgados vão dar um novo fôlego ao governo internamente mas sobretudo no que diz respeito às negociações externas. Além do mais, em vésperas de eleições autárquicas e de negociações para o Orçamento de Estado, os números anunciados pelo INE vieram calhar que nem uma luva para as pretensões do governo. 

Os portugueses estão de parabéns pelo esforço realizado, já que foram eles os principais visados pela austeridade cega. Agora que a economia está a crescer toca a gastar novamente como se não houvesse amanhã. Não pode ser assim, no entanto são visíveis alguns sinais de crescimento na zona euro e também em Portugal. O volte-face completo pode ser dia 22, após serem conhecidos os resultados das eleições na Alemanha. Está tudo à espera no que vai dar as legislativas alemãs para depois voltar a investir forte na zona euro....

Sem comentários:

Share Button