Etiquetas

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Pegou a moda da mentira

Mentir é feio, já diziam os nossos pais. Mentir constantemente é ainda pior. Mentir por convicção revela uma falha grave na personalidade. Mentir para esconder a verdade merece punição, ainda para mais quando dessa atitude estão dependentes pessoas. Depois do caso Maria Luís Albuquerque, agora é Joaquim Pais Jorge que está debaixo de fogo, primeiro porque foi convidado pela Ministra das Finanças mas porque aparentemente também mentiu no Parlamento. Tal como aconteceu na questão SWAPS com Maria Luís, não cabe ao autor destas linhas fazer julgamentos na praça pública, até porque mentir é uma coisa natural e na política ainda mais, contudo há locais onde não se pode mentir, porque o que está em causa é o bem comum. Lugares como um tribunal e um parlamento devem ser considerados sagrados, já que são orgãos de soberania importantes no funcionamento da sociedade em que vivemos. 

Muitos mentiram, e mais mentirão, contudo esta forma de fugir à verdade está a ser um hábito nos membros do governo. Espero que Maria Luís Albuquerque não tenha dado o mote, mas a realidade é que o próximo a ser apanhado com o mão na mentira vai ser imediatamente julgado por tudo e por todos. Por esta razão, a Ministra das Finanças errou ao criar um precedente. Já diz o ditado que "é mais fácil apanhar um mentiroso que um ladrão". Maria Luís Albuquerque e Joaquim Pais Jorge confirmam. 

Sem comentários:

Share Button