Etiquetas

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Menezes entre o Porto e Gondomar

Luís Filipe Menezes é um político muito polémico. Apesar da sua obra em Gaia, o militante do PSD nunca foi uma pessoa consensual dentro do seu próprio partido, e isso foi bem evidente quando passou pelo partido de forma curta. Para ganhar o Porto, Menezes tem de fazer muito mais do que efectuou na cidade vizinha. Primeiro porque o eleitorado é diferente, em segundo lugar porque tem um adversário de peso e terceiro a sua candidatura não deixa de estar associado à polémica da lei de limitação dos mandatos autárquicos. O pior veio com a notícia de actos semelhante aos do Major Valentim Loureiro quando estava à frente do município de Gondomar. O acto em si não se trata de uma suspeita mas de uma confirmação, no que é uma mancha na candidatura de Menezes à Câmara da Invicta. Quem agradece é Rui Moreira e o seu staff que assim podem recuperar alguns pontos antes da entrada da campanha em força. 

Acho que a candidatura de Menezes à Câmara do Porto é mais uma questão pessoal do que política, já que é a única forma de ainda ser visível aos olhos da opinião pública. Conquistar o Porto é a única possibilidade do PSD ficar com algo nestas eleições e assim dar uma folga ao governo. A atitude de Menezes nestas eleições é apenas de ir a jogo porque sim, sem a convicção política e mais do que isso sem a vontade de contribuir para a melhoria da cidade do Porto. Até porque os autarcas que andam a saltar de Câmara em Câmara têm pouco apego e sentimentos à terra onde se candidatam. 

Agora, pagar electrodomésticos aos eleitores já é coisa do passado, ao menos que seja mais profissional e ofereça algo melhor aos seus constituintes. 

Sem comentários:

Share Button