terça-feira, 6 de agosto de 2013

Bruno, o rebelde

Bruno de Carvalho foi eleito Presidente do Sporting em Março. As alterações que tem efectuado juntamente com Inácio e Leonardo Jardim têm sido positivas. Contudo, o presidente leonino tem primado pela diferença, o que lhe pode custar caro no futuro. Atirar-se a um árbitro não é a melhor maneira de começar a sua primeira época como dirigente leonino, ainda para mais estando no banco de suplentes. Bruno foi para o banco para imitar Pinto da Costa e condicionar o trabalho dos árbitros, no entanto só há um Papa neste país. 

Além do mais, o presidente do Sporting já está a condicionar o trabalho do próprio treinador ao fazer comentários sobre a prestação da equipa, quando deveria o treinador a fazê-lo. Se a pré-época deu nisto, imagino o que vai acontecer no campeonato, em particular nos jogos com os grandes. Não tardam aparecem os maus resultados e a elite leonina vai cair em cima do actual presidente. É isso que vai acontecer, porque como costuma dizer o ditado, "quem anda à chuva molha-se". Por muito que se aplauda a forma como Bruno quer aproximar a equipa dos adeptos, há comportamentos que nenhum Presidente devia fazer e um deles é abster-se do trabalho técnico, porque quando começa a meter a colherada quando a quiser tirar já vai ser tarde.....E aí o público de Alvalade vai ficar chateado.

Sem comentários:

Share Button