segunda-feira, 22 de julho de 2013

Caras novas por favor!

Já aqui defendi que a actual crise política se deve à falta de qualidade técnica, humana e política de quem lidera os partidos políticos. Também é um sinal de necessidade de mudança da organização e funcionamento dos partidos. É triste reparar que António José Seguro, Paulo Portas e Passos Coelho q.b, começaram a sua carreira política nas juventudes partidárias e desde então não têm feito mais nada da vida do que se dedicarem à política. Sobretudo Paulo Portas e Seguro. 

Não acredito que os partidos tenham percebido a mensagem do Presidente, no entanto gostaria que algo fosse feito. Infelizmente vai continuar tudo na mesma no que toca ao modus operandi dos partidos. Há muito que estes deixaram de se preocupar com as pessoas, passando a sua acção para questões internas. 

O repto do PR deveria funcionar para que houvesse uma reforma do sistema eleitoral mas também dos partidos. Ao mesmo tempo deveriam entrar novas caras nas lideranças partidárias, a fim de dar lugar à juventude que anda por aí. Ela tem mais qualidade, está mais qualificada e não tem certos vícios que ainda perduram na sociedade. Felizmente nas estruturas dos principais partidos há jovens com valor e que são substancialmente melhores do que os famosos "notáveis". Como eu não acredito que esta maioria dure até 2015, e que o PR vai convocar eleições para daqui a um ano, durante este período os partidos deveriam entrar em profunda reflexão, até porque se assim não for o cenário de um governo minoritário saído das legislativas é um cenário a admitir. 

O tiro dado por Cavaco Silva deveria ser aproveitado....

Sem comentários:

Share Button