Etiquetas

quinta-feira, 18 de julho de 2013

caciques

O acordo político pretendido pelo PR pode ser um pau de dois bicos, chegando mesmo a ser possível que se esteja a cometer um suicídio político. Não é muito comum na tradição política portuguesa os três maiores partidos estabelecerem acordos. Não vejo como será possível que três líderes diferentes uns dos outros e com perspectivas diversas vão conseguir chegar a um entendimento, mesmo que Cavaco esteja a supervisionar. Além do mais, as bases partidárias preferem uma crise política e o país à deriva do que sorrisos para a fotografia. Há bastante tempo que Cavaco "ordenou" os partidos para chegar a bom porto e até hoje só se fala em jogadas de bastidores para que não haja uma solução. Se calhar o melhor era haver eleições para limpar esta classe dirigente, no entanto temo que nem à bomba faria com que as actuais direcções partidárias dessem lugar a outros. 

1 comentário:

Rocha, André disse...

A minha teoria da conspiração acerca do tema:

É por Cavaco saber que é praticamente impossível que os 3 cheguem a acordo que deixou entreaberta a possibilidade de um Governo liderado por uma figura que gere o tal "consenso nacional". Naturalmente, o tal "consenso" em torno da figura será sempre muito pouco consensual.

Concluindo a minha ideia: Cavaco não acredita (como qualquer português minimamente atento) no acordo PSD/CDS/PS. O caminho está aberto a um possível Governo independente dos partidos que estão totalmente desacreditados.

Share Button