segunda-feira, 3 de junho de 2013

Uma semana depois, como se sentem os benfiquistas?

A derrota em três jogos decisivos do qual resultaram a perda dos três títulos possíveis ainda pesa nos benfiquistas. Uma semana depois do último desaire ainda há quem não se tenha recomposto do triplo falhanço, ainda para mais quando é certo que o treinador Jesus vai continuar no banco por mais duas épocas. Na próxima temporada não haverá festejos antecipados ainda que a equipa esteja com mais 10 pontos de vantagem sobre o eterno rival, situação que não se irá verificar por certo. 

A angústia e frustração ainda são bem evidentes nos adeptos benfiquistas e nem o defeso será vivido com emoção, já que as dúvidas sobre a capacidade de Jesus ganhar títulos irá manter-se durante o decurso de próxima temporada. O sentimento de desconfiança está instalado e nem o Presidente escapa e nem verificar que o eterno rival perdeu duas das suas maiores pérolas arrefece este estado de ânimo. Não vai ser fácil levantar a moral dos adeptos nem dos jogadores que levaram três tiros de uma só vez. Além do mais, nem a saída do eterno goleador vai acalmar o balneário onde se respira revolta e dúvida. A entrada de novos jogadores, quase todos eles estrangeiros só vai piorar o ambiente. Ambiente esse onde a língua portuguesa é cada vez menos falada, sendo de registar apenas o vernáculo constantemente reproduzido pelo treinador. 

A pré-época vai ser das mais tristes pelos lados da Luz, já que qualquer contratação será vista com desconfiança porque como tudo passa pela opinião de Jesus, não se sabe se é necessário inventar um Melgarejo ou foi contratado um qualquer Artur. 

A verdade é que Jesus não tinha o direito de fazer isto aos adeptos e como recompensa recebeu mais dois anos de contrato, embora o valor da retribuição se mantenha nos quatro milhões de euros, o que revolta ainda mais as bancadas da Luz. Em tempos de crise só aqueles que ganham é que são premiados com a redução do salário, enquanto os perdedores continuam felizes pessoalmente e monetariamente. 


Sem comentários:

Share Button