Etiquetas

terça-feira, 18 de junho de 2013

e a Copa?

O Brasil está a ferro e fogo. Milhares de pessoas protestam nas ruas de todo o país. A um ano do Mundial, e em plena Taça das Confederações, a resposta do povo brasileiro é negativa. Quando se esperava união até pelo menos o fim dos Jogos Olímpicos de 2016, acontece precisamente o contrário. O sinal dado pela população ao governo Dilma é inequívoco e tem apenas um sentido. 

Ao contrário do que seria esperar de um país fanático por futebol, eis que a revolta popular contra o certame surge. Para além das manifestações em massa, muitos dos estádios que vão acolher o campeonato do mundo ainda estão por terminar, ficando a faltar a realização de testes durante o próximo ano. Seria sensato a FIFA mudar o local do torneio, para que em 2014 não haja confusões com os adeptos estrangeiros que vão invadir o Brasil. Sem segurança garantida e alguns estádios sem tempo para serem testados, há razões fortes para que a FIFA mude de ideias o mais rapidamente possível. Seria uma tristeza o Mundial do Brasil ser marcado por questões de segurança e não pelo futebol jogado, até porque era bonito ver um campeonato onde o povo da casa mostrem a sua verdadeira paixão que têm pelo futebol, ao invés de estarem na rua a protestar. 

Manter ou não a edição de 2014 no Brasil é uma questão delicada que a FIFA vai ter de decidir nos próximos tempos. Para já, os primeiros dias da Taça das Confederações não está a correr nada bem.

Sem comentários:

Share Button