Etiquetas

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Dia 29 de Setembro, o dia de fim?

As eleições autárquicas vão-se realizar no dia 29 de Setembro. Ora, tendo em conta que em Lisboa António Costa tem a reeleição garantia, quem é o candidato do PSD?; e que no Porto Menezes ainda não passa de um candidato à margem da lei, temo bem que após a noite eleitoral o governo faça rolar cabeças ou então caia, à semelhança do que aconteceu com António Guterres em 2001, sendo que na altura o primeiro-ministro socialista não tinha maioria absoluta no Parlamento. Contudo, ter como parceiro de coligação Paulo Portas não costuma garantir estabilidade. 

Em Lisboa é certo que o PSD-CDS não ganha. No Porto não havendo coligação ou ganha o CDS ou o PS. Rui Moreira está bem posicionado e a aproveitar a ausência "legal" de Luís Filipe Menezes. Na Invicta o apoio de Pinto da Costa não será determinante, já que o Presidente é amigo dos dois. Não estou a ver o PS vencer na autarquia, pelo que a vitória será para a Direita, resta saber qual é o partido do governo que vai vencer. Uma derrota do PSD será politicamente o quase-fim deste executivo. O mais certo é o executivo de Passos Coelho pedir a demissão e o PR antecipar as eleições de 2015 para Setembro-Outubro de 2014 para que haja tempo de se preparar o acto eleitoral após as europeias. Contudo estas eleições europeias serão diferentes porque pela primeira vez teremos candidatos à Presidência da Comissão Europeia o que será uma novidade. 

O governo vai levar uma banhada dia 29 de Setembro, pelo que haverá mudanças estruturais em Portugal a partir dessa altura. 

2 comentários:

Observador disse...

As autárquicas encarregar-se-ão de fazer o que os políticos não têm coragem de assumir.

A ter em consideração os resultados nos grandes centros urbanos.
Decisivos.

Francisco Castelo Branco disse...

esses vão todos pender para o lado do PS. São os que mudam consoante os ciclos políticos.

Share Button