Etiquetas

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Mais uma reunião magna

Um Conselho de Estado para estudar a questão económica e financeira do país, ainda para mais anunciado por um conselheiro de estado na televisão. Até as reuniões magnas convocadas pelo PR estão a perder credibilidade institucional e importância mediática. Em meu entender, Cavaco Silva quer discutir o futuro do governo e desta coligação, arranjando um tema mais soft para desviar as atenções do que se vai passar dentro da sala. Com a coligação e o governo por um fio não é de admirar que o PR proponha a nomeação de um novo governo liderado por uma personalidade fora do âmbito partidário e que cumpra o programa da troika até 2014 e aguente o país às eleições legislativas de 2015. Cavaco Silva não pode passar ao lado da situação política mesmo que por vezes pareça que está a dormir. Em menos de um ano este é o segundo conselho de Estado para resolver a situação política em que nos encontramos. Este sinal não poderia ser mais preocupante, tendo em conta a instabilidade que vivemos. Por muito que as metas estejam a ser cumpridas, o divórcio é evidente e não há como fugir a isso. O entendimento só terá lugar quando os dois colocarem os interesses do país acima dos partidários, contudo a ausência de Vítor Gaspar da reunião não permitirá aos conselheiros queixarem-se da austeridade excessiva com que os portugueses estão a ser brindados, pelo que será dificil que o actual ministro das finanças perceba realmente que o caminho por si indicado não é o mais saudável para o país. 
Para finalizar, peço ao Dr.Marques Mendes que não saia da reunião antes dos restantes conselheiros e venha cá para fora bufar o que se passou lá por dentro antes da comunicação oficial.

Sem comentários:

Share Button