sábado, 6 de abril de 2013

Sai Gaspar, Coelho, entra quem? Portas?

Está aberta a segunda crise política em menos de dois anos. A obsessão pela austeridade tem os dias contados, pelo menos da parte deste governo. Gaspar não tem mais condições para continuar porque não resolveu o problema internamente, embora tenha conquistado a credibilidade externa. Saindo Gaspar, Passos Coelho não pode chefiar um governo de onde saíram o número 2 e 3, segundo as próprias palavras. Perante o cenário e excluindo Seguro destas contas (nem Cavaco nem o país confiam nele), resta ao Presidente nomear um "Monti" português. Havendo eleições antecipadas, Portugal corre o risco de passar pelo mesmo da Grécia e Itália e demorar anos a formar um governo de maioria absoluta. 
Cavaco Silva não tem outra opção senão nomear um novo PM da sua inteira responsabilidade. Espero que não seja Manuela Ferreira Leite, penso mesmo que chegou a hora de Paulo Portas. Quem espera....

1 comentário:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Embora não seja um homem da minha simpatia já coloquei esta questão.

Share Button