Etiquetas

domingo, 17 de março de 2013

Olhar a Semana - Fumo negro

A semana fica marcada pela eleição do Papa Francisco I. O sucessor de Bento XVI foi escolhido em tempo recorde, representando um sinal que a Igreja Católica respira bem. 

No entanto, a eleição de Giorgio Bergolio para ser o líder da Igreja Católica foi ofuscada pelos números que o Ministro das Finanças apresentou sobre a crise que ainda vivemos. Ao contrário do que aconteceu na chaminé da capela sistina, em Portugal a chaminé deitou fumo negro. O governo falhou os números do desemprego, défice e recessão em larga escala e o futuro avizinha-se negro apesar da prometida saída da troika em 2014. Este é o resultado de uma política de austeridade cega, pura e dura que este governo, em sobretudo o Ministro das finanças com a ajuda da troika, continua a insistir. Apesar das avaliações positivas da troika, não é por aí que os números deixam de ser assustadores. 

Sabemos que o governo vai continuar com estas políticas, no entanto é pior não haver alternativa, o que deixa a hipótese de haver eleições antecipadas de lado. Também não se pode contar com a ajuda do PR, já que este não pára de estar calado. 

O cenário é negro, não se vislumbrando qualquer alternativa ou mudança. A única esperança está na saída da troika do nosso país, contudo nem isso garante o regresso à normalidade, até porque vai demorar muitos anos a combater estes números negativas. É caso para dizer que a porcaria está bem feita e agora as gerações mais novas que paguem os erros cometidos cá dentro mas também em Bruxelas. Nem vale a pena emigrar porque a situação nos outros países europeus é a mesma. Precisará a Europa de um Papa?

Sem comentários:

Share Button