terça-feira, 26 de março de 2013

antecipar o que Sócrates vai obviamente dizer

O ex-PM quebra amanhã o silêncio. Regressado de Paris onde supostamente iria leccionar um curso de Filosofia, José Sócrates vai à RTP explicar tintim por tintim porque deixou Portugal no estado em que se encontra e qual foi a razão que o levou a pedir a intervenção da troika. Mais do que justificar o memorando, Sócrates terá de explicar porque demorou tanto tempo a ouvir os conselhos de Teixeira dos Santos e de dez milhões de portugueses. 

No entanto a entrevista tem um objectivo principal: antes de entrar em cena como comentador político, Sócrates tem de aparecer uma primeira vez para acalmar os ânimos que se exaltaram logo no próprio dia do anúncio.

Sócrates tem muito que explicar, no entanto como é seu apanágio vai fazer de conta que não era nada com ele. Não estou à espera que o antigo PM faça um mea culpa, já que a sua governação foi baseada em erros cometidos por não saber escutar quem estava mais próximo. Sobre a actual situação do país, o ex secretário geral socialista vai naturalmente dizer que está preocupado, procurando encontrar mais justificações e desculpas pela crise económica e financeira. 

Numa altura em que o governo justifica as suas opções com o passado, nada melhor que chamar o passado para responder ainda que indirectamente, às acusações do executivo. Sereno e tranquilo como sempre, com o ar mais sério que o caracteriza e com um discurso muito bem preparado, a entrevista será uma mão cheia de nada, prometendo fazer campanha presidencial apenas e só nos seus comentários semanais.

Sócrates já tinha saudades do país mas o país não estava com saudades de Sócrates, pelo que este regresso antecipado só o vai prejudicar. Os portugueses arranjaram mais um ódio de estimação para além de Passos Coelho. Sorte para António José Seguro passar ao lado da opinião pública, mas isso num lider da oposição que ambiciona ser PM não é nada bom.

2 comentários:

Lia Santos disse...

"Regressado de Paris onde supostamente iria leccionar um curso de Filosofia,"


Iria "leccionar"?

É desta massa, bem fermentada, que se fazem as grandes opiniões.

Com que então, Sócrates a dar aulas de Filosofia, sim, senhor!

Toda a gente comete enganos e até dá erros ortográficos, mas este "leccionar" ou é descuido imperdoável ou ignorância no seu esplendor.

O gajo é decididamente um génio.

:)

Fatyly disse...

e com esta "coisa que me dá vontade de rir" vinda com alguma intenção, das duas uma:

- ou é para distrair os portugueses dos problemas sérios e bem graves em que esta coligação numa de "apenas ser bom aluno" meteu os pés pelas mãos, não foi ao cerne da questão devido aos lobis instalados e porque muitos do PSD e CDS/PP também têm rabos de palha," mas sim pela via mais fácil: 80% pela via da receita e 20% pela despesa.

- ou é para atacar justificar o injustificável e ou malhar bem ao seu estilo sobre quem andou na fanfarra do discurso que a culpa era dele...quando o memorando da Troika assinado por quem já sabemos não exigia o que o actual executivo, mas sim 80% do lado da despesa e 20% da receita.

Com isto quero dizer que estou-me nas tintas para Sócrates...quero é saber é o que actuais "aprendizes de feiticeiro" pretendem fazer...já que não acertaram nenhuma previsão. Andamos a pagar para quê?

Aguardo porque não tenho forma de mais nada depois 40 anos de trabalho duro, milhares de vezes além das horas laborais sem pagamento de horas extraordinárias e que fiz do Estado o meu Fiel Depositário.

O resto é política nojenta de ataques cerrados uns contra os outros tudo porque as eleições estão próximas e há que manter tachos, panelas e caldeirões.

Share Button