sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Caiu à bomba!

A crise no Sporting ainda vai a meio. Com a demissão de Godinho Lopes saltaram logo mil candidatos com o sonho de conquistarem a cadeira do poder. Nestas eleições antecipadas está patenteada um dos problemas do Sporting: são muitos aqueles que desejam o poder para assim se poderem eternizar. Com isso não conseguem a união desejada e que mais tarde se traduz em resultados desportivos favoráveis. Sai Godinho Lopes mas entra Bruno Carvalho que de imediato será contestado porque a oposição interna ainda se mantêm bem viva no clube leonino, como se vê pelo número de candidatos às eleições.
A democracia é saudável até num clube desportivo, contudo havendo várias alternativas dificilmente se optará pela melhor mas por aquela que é a menos mal.  Os sportinguistas conseguiram derrubar Godinho Lopes que estava a "matar" o clube. O próximo passo é escolher alguém que não entre em demagogias nem populismos fáceis.

2 comentários:

Observador disse...

Olho para os candidatos, uns assumidos, outros candidatos a candidatos, e vou dando gargalhadas.
Procuro perfis, competências, estofos, conhecimentos e, sobretudo seriedade e ... nada.

Atrevo-me a dizer que a crise no Sporting ainda agora começou.

Pedro Coimbra disse...

Francisco,
Formulo a mesma pergunta que os meus amigos, sportinguistas, formulam - quem e o Bruno Carvalho?
E quem se esconde atras dele?
Máfia russa?
Assusta um bocado, confesso.

Share Button