Etiquetas

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Os "amigos" do Coelho

Ainda se fala muito sobre a conferência sobre a Reforma do Estado que decorreu à porta fechada e sem jornalistas por perto. As opiniões são diversas não havendo um consenso nacional sobre se a atitude tomada foi a mais correcta ou não.Há quem diga que estas atitudes não são dignas de uma democracia, no entanto esta tem de ser preparada fora dos olhares mais curiosos de uma imprensa nem sempre imparcial.
O que importa aqui discutir é saber quem foi o responsável por esta decisão e se não estamos aqui perante um caso de oportunismo político. Os dois grandes promotores deste debate foram o Secretário de Estado Carlos Moedas e a nova contratação do governo, Sofia Galvão. A advogada trocou o escritório para ajudar o país nesta refundação do memorando de entendimento. Acho que o PM não teve controlo sobre as condições em que a conferência se realizou, pelo que só a intervenção da advogada é que pode ter contribuído para a não divulgação do debate nos Media tradicionais. Entendo que a atitude tomada tem uma leitura política clara. Há quem queira aproveitar-se desta nomeação para causar impacto junto da opinião pública. No entanto, estas decisões só vão prejudicar terceiros, que é como quem diz o Primeiro-Ministro, porque não sabe rodear-se das melhores pessoas. 
Passos Coelho tem nomeado "amigos" para serem responsáveis por algumas "pastas" não executivas mas que politicamente são relevantes. Aconteceu com António Borges e foi o que se viu. Não estou a colocar em causa a qualidade das pessoas, porque nesse aspecto não merecem qualquer reticência. O problema tem a ver com o oportunismo e frases proferidas que só prejudicam o executivo. António Borges fartou-se de dizer disparates durante a questão da TSU. Não sendo membros do governo, os amigos do "Coelho" não estão preocupados com a imagem nem com a comunicação que um Executivo tem de ter para passar a mensagem. O que revelam estas duas nomeações é a falta de preocupação com que se lida com as pessoas, não existindo a mínima vontade em querer passar uma imagem positiva cá para fora. 

Sem comentários:

Share Button